Pesquisar este blog

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Jardim de Infância Gardênia Ribeiro Gonçalves vence I Expo Ambiental Tutoiense



A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMADES) em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) realizaram 1ª Expo Ambiental de Tutóia. Com o tema: “Sustentabilidade e Empreendedorismo para o Desenvolvimento Social e Econômico de Tutóia”, o evento aconteceu no Centro de Ensino Casemiro de Abreu, na última segunda-feira (10). 

O objetivo geral da Expo Ambiental 2017 foi destacar as áreas do meio ambiente, empreendedorismo e sustentabilidade, onde as escolas participantes expuseram trabalhos valorizando a riqueza natural do município através de práticas sustentáveis que geram renda para a comunidade local.

As escolas participantes foram o Colégio Gonçalves Dias (Arpoador), com o projeto ‘Minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá’, a escola Unidade Integrada São José de Ribamar (Alto Alegre), apresentou o projeto ‘As vantagens do coco’, o Colégio Nemésio Neves (sede), concorreu com ‘Na linha do buriti e energia eólica’, o Jardim de Infância Gardênia Ribeiro Gonçalves (sede), apresentou o ‘Cuidando do meio, sonhando com o inteiro/Crianças, pais e professores empreendedores’ e o Jardim de Infância Natacha Barbosa (sede), expôs o projeto ‘Papelão, reciclar e reutilizar, não custa quase nada, mas vale muito’.

Os projetos passaram por uma criteriosa avaliação dos jurados e o vencedor foi o projeto do Jardim de Infância Gardênia Ribeiro Gonçalves, que conquistou o prêmio de R$ 2.500,00 em benfeitorias para a escola. O segundo lugar ficou com a escola Gonçalves Dias (com bônus de R$ 1.500,00) e em terceiro lugar foi o Jardim de Infância Natasha Barbosa (bônus de R$ 500,00). O Secretário Adjunto de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Regilson Santos, considera que o evento atingiu o seu objetivo, que é provocar uma reflexão sobre a causa ambiental e promover o debate sobre temas importantes como preservação do meio ambiente e desenvolvimento sustentável.


Fonte: SECOM


Nenhum comentário:

Postar um comentário