Pesquisar este blog

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

FELIZ 2013!!!

DESEJO A TODOS OS LEITORES QUE ACOMPANHAM O NOSSO BLOG E CONTRIBUÍRAM PARA OS MILHARES DE ACESSO, MUITA PAZ, SAÚDE, SUCESSO E FELICIDADES NO NOVO ANO. UM 2013 ABENÇOADO A TODOS NÓS...


FELIZ 2013!!!










Tudo pronto para posse da Prefeita Valéria do Manin em Araioses


A Prefeita Valeria com seu pai Manin Leal  


Araioses - Está praticamente tudo pronto para a solenidade de posse no dia 1º de janeiro de 2013 da prefeita de Araioses, Valéria Cristina Pimentel Leal – Valéria do Manin,  o vice Bernardo Costa Pereira Filho – Mano Gonçalves,  e dos 13 vereadores. 

A cerimônia terá início às 14h00 com Missa em ação de graças na Igreja Nossa Senhora da Conceição. Após a Missa, às 17h00 na Câmara Municipal de Araioses, será realizada a solenidade de posse da Prefeita,  vice e dos  vereadores.

Após o término da posse na Câmara Municipal, a prefeita  Valéria do Manin, segue em caminhada até a prefeitura onde receberá as chaves.

Às 21h00 será realizado um grande Show no Viva Araioses com animação de duas bandas. A abertura será feita pela Banda Forró Show de Araioses e em seguida às 22h00 a Banda Garota Safada comandará a grande festa para o povo. 

Por CN1/Luis Carlos Júnior, com informações de Joelson Santos

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Salário mínimo de R$ 678 causará impacto de R$ 1,88 bilhão nos municípios

O salário mínimo atual, de R$ 622, passará para R$ 678 a partir de 1º de janeiro.


Foto: Reprodução

BRASÍLIA – O aumento de R$ 56 no salário mínimo, a partir de 1º de janeiro, vai provocar impacto de R$ 1,88 bilhão nas contas das prefeituras no ano que vem. O cálculo é da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do Ministério do Trabalho e Emprego.

O salário mínimo atual, de R$ 622, passará para R$ 678, como determina o Decreto 7.872 publicado ontem (26) no Diário Oficial da União. O aumento leva em consideração a inflação de 2012 mais o crescimento da atividade econômica do ano anterior, como forma de recuperar o poder de compra do salário mínimo.
Essa política, de acordo com o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, tem sido “bastante salutar para a população”, mas ele adverte que um acréscimo de 9% no salário mínimo “pode causar problemas de caixa às prefeituras, porque pressiona fortemente as folhas de pagamento dos municípios que têm baixa arrecadação”.

ENEM 2012: Notas Já Podem Ser Consultadas


O Ministério da Educação divulgou na manhã deste sexta-feira (28) o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012. As notas já podem ser consultadas no site do Enem. Para ver o resultado, o candidato precisa inserir seu CPF ou número de inscrição, além da senha cadastrada no sistema.

O (sisu) vai oferecer, em 2013, 129.279 vagas no ensino superior em 3.751 cursos de 101 instituições.

No Maranhão a primeira edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2013 vai disponibilizar 3.688 vagas no ensino superior, em 15 municípios maranhenses. Os números foram informados nesta quinta-feira (27) pelo Ministério da Educação (MEC), durante o lançamento do sistema.

No Estado, a cidade com maior número de vagas é a capital São Luís
: 2242. Elas serão distribuídas na Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Ifma) – campi do Monte Castelo e Maracanã. Logo depois aparecem Imperatriz (336) e Codó (200), como as cidades que terão mais vagas. Além destes, também haverá vagas para cursos em Açailandia (40), Alcântara (30), Bacabal (80), Barreirinhas (80), Buriticupu (80), Caxias (80), Chapadinha (120), Santa Inês (120), São João dos Patos (80), São Raimundo das Mangabeiras (40), Timom (80) e Zé Doca (80).

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Dilma diz que votação do Orçamento em fevereiro não traz danos ao governo


A presidente Dilma Rousseff disse nesta quinta-feira (27) que não há crise entre os poderes e que a votação do Orçamento apenas em fevereiro não trará danos aos planos do governo. Ela afirmou também que o governo vai anunciar ainda hoje a medida provisória para garantir investimentos no começo de 2013, diante da decisão do Congresso de adiar para fevereiro a votação do Orçamento do próximo ano.


A medida provisória será detalhada pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, e vai autorizar o uso de um terço do Orçamento já aprovado pela Comissão Mista de Orçamento. "O objetivo do governo é iniciar 2013 mantendo elevado nível de investimentos. Mandamos por medida provisória para que não haja possibilidade de interromper o ritmo de investimento no Brasil", disse a presidente, durante café da manhã com jornalistas. Segundo Dilma, a mesma manobra já foi utilizada pelo Executivo em 2006.
Pedro Ladeira/AFP
Presidente Dilma Rousseff
Presidente Dilma Rousseff

O atraso na votação do Orçamento de 2013 não configura nenhuma crise entre os poderes, na avaliação de Dilma. O Congresso Nacional, segundo ela, tem prerrogativa para aprovar ou não medidas do Executivo e que isso é normal da democracia. "Não vamos chamar de crise o que não é. É inexorável para um presidente perder votações. Não vejo nada pessoal", ponderou.

Sobre a possibilidade de votação de cerca de 3.000 vetos presidenciais pelo Congresso, Dilma disse que a posição do governo é de "cautela". Segundo ela, a maioria dos vetos que poderão ser analisados, alguns da época do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, se refere a gastos que os governos consideraram desnecessários. A derrubada a essa altura poderia comprometer as contas do país, segundo a presidente. "Precisamos ter atitudes bastante ponderadas, porque é complicado derrubar vetos que remontam a milhões de reais. Nossa posição é de cautela."


Folha de São Paulo.com

Maranhão, ‘O Estado do medo’



Por MARCO ANTONIO VILLA (O Globo)
Em meio ao processo do mensalão, as diversas operações da Polícia Federal ou a turbulenta relação entre os poderes da República, o Brasil esqueceu do Maranhão.
Na fase final da guerra contra Canudos, em 1897, os oficiais militares costumavam dizer que não viam a hora de voltar para o Brasil. Quem hoje visita o Maranhão fica com a mesma impressão.
É um estado onde o medo está em cada esquina, onde as leis da República são desprezadas. Lá tudo depende de um sobrenome: Sarney. Os três poderes são controlados pela família do, como diria Euclides da Cunha, senhor do baraço e do cutelo.
A relação incestuosa dos poderes é considerada como algo absolutamente natural. Tanto que, em 2009, o Tribunal Regional Eleitoral anulou a eleição para o governo estadual. O vencedor foi Jackson Lago, adversário figadal da oligarquia mais nefasta da história do Brasil.
O donatário da capitania – lá ainda se mantém informalmente o regime adotado em 1534 por D. João III – ficou indignado com o resultado das urnas. A eleição acabou anulada pelo TRE, que tinha como vice-presidente (depois assumiu a presidência) a tia da beneficiária, Roseana Sarney.
No estado onde o coronel tudo pode, a Constituição Federal é só um enfeite. Lá, diversos artigos que vigoram em todo o Brasil, são considerados nulos, pela jurisprudência da famiglia.
O artigo 37 da nossa Constituição, tanto no caput como no §1º, é muito claro. Reza que a administração pública “obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência” e “a publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo ou de orientação social, dela não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos”.
Contudo, a Constituição maranhense, no artigo 19, XXI, § 9º determina que “é proibida a denominação de obras e logradouros públicos com o nome de pessoas vivas, excetuando-se da aplicação deste dispositivo as pessoas vivas consagradas notória e internacionalmente como ilustres ou que tenham prestado relevantes serviços à comunidade na qual está localizada a obra ou logradouro”.
Note, leitor, especialmente a seguinte passagem: “excetuando-se da aplicação deste dispositivo as pessoas vivas e consagradas notória e internacionalmente como ilustres”.
Nem preciso dizer quem é o “mais ilustre” daquele estado – e que o provincianismo e o mandonismo imaginam que tenha “consagração internacional.”
Contudo, a redação original do artigo era bem outra: “É vedada a alteração dos nomes dos próprios públicos estaduais e municipais que contenham nome de pessoas, fatos históricos ou geográficos, salvo para correção ou adequação nos termos da lei; é vedada também a inscrição de símbolos ou nomes de autoridades ou administradores em placas indicadores de obras ou em veículos de propriedade ou a serviço da administração pública direta, indireta ou fundacional do Estado e dos Municípios, inclusive a atribuição de nome de pessoa viva a bem público de qualquer natureza pertencente ao Estado e ao Município”.
Quando foi feita a mudança? A 24 de janeiro de 2003, com o apoio decisivo de Roseana Sarney.
Desta forma foi permitido que centenas – centenas, sem exagero – de logradouros e edifícios públicos recebessem, em todo o estado, denominações de familiares, especialmente do chefe.
Para mostrar o desprezo pela ordem legal, em 1997 foi criado o município de Presidente Sarney, isto quando a Constituição Federal proíbe e a estadual ainda proibia.
Quem criou o município? Foi a filha, no exercício do governo. Mas a homenagem ficou somente na denominação do município. Pena. Os pobres sarneyenses – é o gentílico – vivem em condições miseráveis: é um dos municípios que detêm os piores índices de desenvolvimento humano no Brasil.
Como o Brasil esqueceu o Maranhão, a família faz o que bem entende. E isto desde 1965! Sabe que adquiriu impunidade pelo silêncio (cúmplice) dos brasileiros.
Mas, no estado onde a política se confunde com o realismo fantástico, o maior equívoco é imaginar que todas as mazelas já foram feitas. Não, absolutamente não. A governadora resolveu fazer uma lei própria sobre licitação.
Como é sabido, a lei federal 8.666 regulamenta e tenta moralizar as licitações. Mas não no Maranhão. Por medida provisória, Roseana Sarney adotou uma legislação peculiar, que dispensa a “emergência”, substituída pela “urgência”.
Quem determina se é ou não urgente? Bingo, claro, é ela própria.
Não satisfeita resolveu eliminar qualquer restrição ao número de aditivos. Ou seja, uma obra pode custar o dobro do que foi contratada. E é tudo legal.
Não é um chiste. É algo gravíssimo. E se o Brasil fosse um país sério, certamente teria ocorrido, como dispõe a Constituição, uma intervenção federal.
O que lá ocorre horroriza todos aqueles que têm apreço por uma conquista histórica do povo brasileiro: o Estado Democrático de Direito.
O silêncio do Brasil custa caro, muito caro, ao povo do Maranhão. Hoje é o estado mais pobre da Federação. Seus municípios lideram a lista dos que detém os piores índices de desenvolvimento humano.
Muitos dos que lá vivem lutam contra os promotores do Estado do medo. Não é tarefa fácil. Os tentáculos da oligarquia estão presentes em toda a sociedade. É como se apresassem para sempre a sociedade civil.
Sabemos que o país tem inúmeros problemas, mas temos uma tarefa cívica, a de reincorporar o Maranhão ao Brasil.
Marco Antonio Villa é historiador

Pescadores de Paulino Neves, começam a ser recadastrados para o seguro-desemprego

Do blog do Francis


Iniciou hoje, o recadastramento dos pescadores que sobrevivem da pesca artesanal para que eles recebam seguro-desemprego durante o período de piracema. O recadastramento está sendo realizado na Colônia de Pescadores de Paulino Neves, área Z-57.

Dois técnicos do Ministério do Trabalho e Emprego – TEM, estão atendendo os trabalhadores que sobrevivem da pesca artesanal na cidade de Paulino Neves. O recadastramento começou na manhã desta quarta (26) e prosseguirá até sexta-feira (28), no período da manhã e tarde.

O benefício pago aos pescadores é no valor de um salário mínimo depositado durante todo o período de defeso. O auxílio é garantido pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) para estes trabalhadores porque durante o período de reprodução dos peixes não pode haver pesca predatória para a preservação das espécies.

Para requerer o auxílio, os pescadores devem disponibilizar os seguintes documentos:
Carteiras de identidade e trabalho, CPF, PIS/Pasep, comprovante do número de inscrição do trabalhador (NIT), cadastro de empresa individual (CEI), carteira atualizada de registro de pescador profissional atualizada, data do primeiro registro profissional de pescador e atestado da colônia ou entidade.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Balanço parcial da PRF registra 63 acidentes nas estradas Federais do MA





No balanço parcial da Polícia Rodoviária Federal, foram registrados 63 acidentes com 43 feridos e 12 mortes nas rodovias estaduais do Maranhão entre sexta-feira (21) e quarta feira (26), além de sete pessoas presas por serem flagradas dirigindo embriagada.


Nas últimas 24 horas foram registrados 12 acidentes com 11 feridos e uma pessoa morta. Em Açailândia, na BR 010, um motociclista caiu da moto e morreu. Uma criança de apenas 10 anos de idade saiu gravemente ferida, em Lajeado Novo na BR 226 uma pessoa foi presa por dirigir sob efeito de álcool.

Daqui a pouco  publicaremos um  flagrante de imprudência  registrado pela câmera do Blog CN1 na  BR-135.

Com informações da PRF/MA


Por CN1/Luis Carlos Júnior

Maranhão é campeão de inquéritos que apuram desvio de verba pública


Do Jornal O Estado de São Paulo
A Polícia Federal conduz 3.167 inquéritos sobre desvios de recursos e corrupção envolvendo prefeituras em todo o País. Estão sob investigação 484 prefeitos e ex-prefeitos por violação ao Decreto Lei 201/67, que define os ilícitos de responsabilidade de administradores municipais.
Os dados constam de levantamento realizado pela Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Dicor) – braço da PF que aloja setores estratégicos da instituição, inclusive o serviço de análise de dados de inteligência e a divisão de repressão a crimes financeiros.
O Maranhão é o Estado onde a PF mais trabalha, com um acervo de 644 inquéritos relativos a fraudes em gestões municipais. A Bahia está em segundo lugar, com 490 inquéritos, seguida de Ceará (296), Piauí (285), Pará (196) e Pernambuco (194).
“Certamente esses Estados, por serem mais carentes, com IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) muito baixo, acabam recebendo mais recursos da União, verba vinculada, e aí, obviamente, nessas regiões pode ocorrer mais desvios”, disse o delegado Oslain Campos Santana, chefe da Dicor. Em São Paulo, são 96 os inquéritos sobre gestores que atropelaram a lei; em Alagoas, 83; e no Rio de Janeiro, 60.
Além de prefeitos e ex-prefeitos, são investigados 182 servidores municipais, 87 secretários municipais e 63 funcionários que ocupam cargos de comissão.
Esses dados são relativos apenas à atuação da PF – centenas de outros prefeitos e ex-prefeitos são réus em demandas movidas pelo Ministério Público nos Estados, que detém competência para propor ações com base na Lei da Improbidade.
Conluio. Oslain Santana é um policial tarimbado. Já passou por setores sensíveis da corporação e lugares remotos do País desde que ingressou na PF, há 17 anos. Ao analisar as informações relativas aos malfeitos das prefeituras, ele faz uma ponderação. “Muitas vezes pode ser que não tenha crime de prefeito ou envolvimento do ordenador de despesa. Pode ter havido um conluio entre empresários que formam cartel para fraudar licitação.”
Ele observa que, com tantos inquéritos, a polícia acaba contrariando interesses. “Não temos partido. A corrupção é própria do ser humano. As instituições são boas, os homens não são tão bons assim.”
O mapeamento abrange ainda os inquéritos sobre crimes de violação à Lei 8.666/93 (licitações) e contra a administração pública – peculato, concussão (extorsão por servidor público), corrupção passiva e ativa, tráfico de influência e inserção de dados falsos nos programas de informação. Esses inquéritos estão à parte das investigações referentes exclusivamente às administrações municipais.
Tais ilícitos são praticados com recursos da União em todos os níveis da administração municipal, estadual e federal, e todos os Poderes, que somam 8,1 mil inquéritos, ou 10% do volume de investigações sob responsabilidade da PF.
Ex-deputados. Neste lote do levantamento estão na mira da PF 34 ex-deputados federais, que perderam o foro privilegiado perante o Supremo Tribunal Federal, uma vez que não exercem mais o mandato. Também são investigados nesse bloco 384 servidores públicos federais da administração direta e indireta e 1.633 agentes públicos municipais.
Por fraude à Lei de Licitações a PF mantém em curso 1.958 inquéritos. Peculato (quando o funcionário público desvia bens da administração) é alvo de 1.944 inquéritos, seguido da corrupção passiva (504), ativa (94) e concussão (145).
Em valores globais, todos os contratos sob apuração – os das prefeituras e os dos demais órgãos de governo – somam R$ 11,651 bilhões. “Não quer dizer que esse seja o montante desviado, é bom que fique claro. O valor se refere aos contratos que estão sob investigação”, assinala Oslain.
Especificamente com relação às prefeituras, a PF usa como instrumento legal para enquadrar gestores à margem do decoro o Decreto Lei 201, que dispõe sobre a responsabilidade dos prefeitos e vereadores e prevê 23 situações que provocam danos ao erário – apropriação de bens ou rendas públicas, desvios em proveito próprio ou alheio, deixar de prestar contas anuais, ordenar ou efetuar despesas não autorizadas por leis, fraudes à licitação, e outros. A sanção vai de 2 anos a 12 anos de prisão.
“São elevadíssimos os recursos que a União repassa para os municípios, principalmente através de convênios nas áreas de educação e saúde”, diz Oslain. O delegado lembra que a PF não atua isoladamente. Grande parcela dos inquéritos instaurados tem base em auditorias da Controladoria-Geral e do Tribunal de Contas da União.
Para dar conta desse expediente tão excepcional, a direção-geral da PF criou as delegacias e setores de combate a ilícitos financeiros e ao crime organizado em todas as superintendências regionais. “O governo, via Ministério da Justiça, atendeu a um compromisso do qual o Brasil é signatário, a Convenção de Mérida (México), para combate à corrupção.”

Salário mínimo será de R$ 678 em 2013, anuncia governo


O Palácio do Planalto anunciou nesta segunda-feira (24) que o valor do salário mínimo em 2013 será de R$ 678, o que representa um reajuste de 9% em relação aos atuais R$ 622.
O anúncio foi feito pela ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffman, após reunião com a presidenteDilma Rousseff no Palácio do Planalto.
O valor do salário mínimo é calculado com base no percentual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado mais a reposição da inflação do ano anterior pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).
Em 2011, a variação do PIB foi de 2,73%, e a inflação de 2012 medida pelo INPC, de 6,1%.
O Orçamento de 2013 - ainda não aprovado pelo Congresso - previa alta do mínimo para R$ 674,96. A proposta original do governo era de aumento de R$ 622 para R$ 670,95, mas o cálculo da inflação foi reajustado, e isso elevou o valor.
A ministra também informou que a presidente assinou uma medida provisória que isenta de imposto de renda o valor que os trabalhadores recebem referente à participação nos lucros e resultados (PLR) das empresas. A isenção é para valores de até R$ 6 mil.
O decreto com o valor do novo mínimo e a medida provisória sobre a PLR serão publicados na edição da próxima quarta (26) do "Diário Oficial da União", informou o Planalto.
"Na verdade, é um bom anúncio de Natal para o trabalhador, né? Reconhecendo o esforço que todos os trabalhadores fizeram e o resultado que o país teve neste ano. As medidas vão ser publicadas no 'Diário' de quarta-feira. Mas a presidenta fez muita questão que isso fosse divulgado hoje", afirmou a ministra Gleisi Hoffmann.
Fonte: G1

Maranhão é o primeiro estado em número de prefeituras investigadas pela PF





A Polícia Federal conduz 3.167 inquéritos sobre desvios de recursos e corrupção envolvendo prefeituras em todo o País. Estão sob investigação 484 prefeitos e ex-prefeitos por violação ao Decreto Lei 201/67, que define os ilícitos de responsabilidade de administradores municipais. O Maranhão é o primeiro estado em número de prefeituras investigadas pela PF.

Os dados constam de levantamento realizado pela Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Dicor) – braço da PF que aloja setores estratégicos da instituição, inclusive o serviço de análise de dados de inteligência e a divisão de repressão a crimes financeiros.

O Maranhão é o Estado onde a PF mais trabalha, com um acervo de 644 inquéritos relativos a fraudes em gestões municipais. A Bahia está em segundo lugar, com 490 inquéritos, seguida de Ceará (296), Piauí (285), Pará (196) e Pernambuco (194).

“Certamente esses Estados, por serem mais carentes, com IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) muito baixo, acabam recebendo mais recursos da União, verba vinculada, e aí, obviamente, nessas regiões pode ocorrer mais desvios”, disse o delegado Oslain Campos Santana, chefe da Dicor. Em São Paulo, são 96 os inquéritos sobre gestores que atropelaram a lei; em Alagoas, 83; e no Rio de Janeiro, 60.

Além de prefeitos e ex-prefeitos, são investigados 182 servidores municipais, 87 secretários municipais e 63 funcionários que ocupam cargos de comissão.

Esses dados são relativos apenas à atuação da PF – centenas de outros prefeitos e ex-prefeitos são réus em demandas movidas pelo Ministério Público nos Estados, que detém competência para propor ações com base na Lei da Improbidade.

Conluio. Oslain Santana é um policial tarimbado. Já passou por setores sensíveis da corporação e lugares remotos do País desde que ingressou na PF, há 17 anos. Ao analisar as informações relativas aos malfeitos das prefeituras, ele faz uma ponderação. “Muitas vezes pode ser que não tenha crime de prefeito ou envolvimento do ordenador de despesa. Pode ter havido um conluio entre empresários que formam cartel para fraudar licitação.”

Ele observa que, com tantos inquéritos, a polícia acaba contrariando interesses. “Não temos partido. A corrupção é própria do ser humano. As instituições são boas, os homens não são tão bons assim.”

O mapeamento abrange ainda os inquéritos sobre crimes de violação à Lei 8.666/93 (licitações) e contra a administração pública – peculato, concussão (extorsão por servidor público), corrupção passiva e ativa, tráfico de influência e inserção de dados falsos nos programas de informação. Esses inquéritos estão à parte das investigações referentes exclusivamente às administrações municipais.

Tais ilícitos são praticados com recursos da União em todos os níveis da administração municipal, estadual e federal, e todos os Poderes, que somam 8,1 mil inquéritos, ou 10% do volume de investigações sob responsabilidade da PF.
Ex-deputados. Neste lote do levantamento estão na mira da PF 34 ex-deputados federais, que perderam o foro privilegiado perante o Supremo Tribunal Federal, uma vez que não exercem mais o mandato. Também são investigados nesse bloco 384 servidores públicos federais da administração direta e indireta e 1.633 agentes públicos municipais.

Por fraude à Lei de Licitações a PF mantém em curso 1.958 inquéritos. Peculato (quando o funcionário público desvia bens da administração) é alvo de 1.944 inquéritos, seguido da corrupção passiva (504), ativa (94) e concussão (145).

Em valores globais, todos os contratos sob apuração – os das prefeituras e os dos demais órgãos de governo – somam R$ 11,651 bilhões. “Não quer dizer que esse seja o montante desviado, é bom que fique claro. O valor se refere aos contratos que estão sob investigação”, assinala Oslain.

Especificamente com relação às prefeituras, a PF usa como instrumento legal para enquadrar gestores à margem do decoro o Decreto Lei 201, que dispõe sobre a responsabilidade dos prefeitos e vereadores e prevê 23 situações que provocam danos ao erário – apropriação de bens ou rendas públicas, desvios em proveito próprio ou alheio, deixar de prestar contas anuais, ordenar ou efetuar despesas não autorizadas por leis, fraudes à licitação, e outros. A sanção vai de 2 anos a 12 anos de prisão.

“São elevadíssimos os recursos que a União repassa para os municípios, principalmente através de convênios nas áreas de educação e saúde”, diz Oslain. O delegado lembra que a PF não atua isoladamente. Grande parcela dos inquéritos instaurados tem base em auditorias da Controladoria-Geral e do Tribunal de Contas da União.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Mensagem de boas festas do titular do blog a todos os leitores


Final de ano chegando, trazendo junto o natal, e o sonho de realizar planos, de prosperidade para o novo ano.

Tempo em que se esquece de tristeza, sofrimento e dor, que prevalece o amor e a fé no Deus salvador.

Tempo de reconciliações, de reunir familiares e amigos, de reencontros e perdões, de festas alegres e boas recordações.

Tempo de pureza e sinceridade, de abraço e união, da paz de Cristo onde todos devem dar as mãos, esquecer as diferenças, conviver como irmãos...

Tempo de nascimento, de florescer bondade, de dividir com o próximo as abundâncias, de agradecimentos sinceros, onde todos corram atrás, de uma sociedade mais justa, compartilhando a paz...

“...É preciso amor, pra poder pulsar, é preciso paz pra poder sorrir,
é preciso a chuva para florir.
Cada um de nós compõe a sua história,
cada ser em si carrega o dom de ser capaz
de ser feliz...”



Com a certeza de minha consideração, desejo um,
FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO 2013 REPLETO DE SAÚDE, PAZ, REALIZAÇÕES E FELICIDADES...

Para você leitor e toda sua família,











Abraço do amigo:
                    
    Neto Pimentel




Dez Imagens que marcaram 2012

Veja as imagens que impactaram o mundo e fizeram sucesso nas redes sociais.






Foto: Getty Images
 

O transatlântico Costa Concordia naufragou no dia 13 de janeiro, após uma colisão contra rochas na Itália. No acidente, 30 pessoas morreram e outras duas continuam desaparecidas.


Foto: Getty Images
 

A imagem de Angelina Jolie usando um vestido de fenda no Oscar 2012, foi uma das imagens mais compartilhadas e parodiadas do ano.


Foto: Getty Images

No dia 26 de março, um ativista tibetano ateou fogo em si mesmo durante um protesto em Nova Delhi, na Índia. Ele estava indignado com a visita do presidente chinês Hu Jintao ao país.


Foto: NASA
 

No dia 17 de abril, o ônibus espacial Discovery fez seu último voo. A nave, usada pela Nasa desde 1984, agora faz parte de um museu americano.


Foto: Getty Images
 

No dia 15 de junho, o equilibrista Nik Wallenda cumpriu o incrível feito de atravessar as Cataratas do Niágara andando sobre um cabo de aço de 540 metros de comprimento.


Foto: Getty Images

No dia 27 de julho, o mundo acompanhou a cerimônia de abertura das Olimpíadas de Londres.


Foto: NASA / JPL
 

No dia 29 de agosto, a Nasa liberou imagens em alta resolução de Marte, tiradas pela sonda Curiosity. O Monte Sharp (foto) é destino final da missão bilionária.


Foto: Red Bull Stratos Content Pool / Divulgação
 

No dia 14 de outubro, o austríaco Felix Baumgartner saltou da estratosfera e tornou-se o primeiro homem a quebrar a barreira do som em uma queda livre.


Foto: Divulgação

No dia 7 de novembro, Barack Obama venceu Mitt Romney e foi reeleito presidente dos Estados Unidos. Para comemorar, ele publicou uma foto em que abraçava a esposa Michelle. A imagem ganhou apoio popular e tornou-se a foto mais curtida da história do Facebook.


Foto: Getty Images
No dia 14 de novembro, o mundo parou para assistir ao eclipse solar total. O fenômeno, visível somente no norte da Austrália, foi transmitido em tempo real.

Fonte: Superinteressante/ Ceará em Rede/Edição CN1